25 de junho de 2022

Macau Tec

Soluções Ambientais

Tartaruga marinha encontrada morta na praia de Macau-RN.

Compartilhar nas redes sociais
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest

A Tartaruga marinha encontrada morta na praia de “Camapum em Macau-RN” no dia 08 de agosto de 2020 era da espécie tartaruga cabeçuda ou tartaruga mista, essa espécie vive em mar aberto, aproximando-se da costa apenas para se alimentar, e no período reprodutivo e frequentemente encontrada no sudeste do país, no nordeste apenas Sergipe e sul da Bahia. O que torna incomum sua presença ali, pois não pertence a fauna local, o rio grande do norte não faz parte da rota desse animal e provável que tenha sido trazida por correntes marinhas já morta e a causa da morte pode ter sido tanto a ingestão de resíduos sólidos(Lixo urbano) sacolas plásticas principalmente ou doenças patogênicas como a fibropapilomatose, comum principalmente nas tartarugas verdes mas que também afeta todas as outras espécies de tartaruga marinha. “Atualmente encontra-se em risco de extinção”

Ficha Técnica:

Nome Científico: Caretta caretta

Nomes comuns: Tartaruga-cabeçuda ou Tartaruga-mestiça

Status internacional: Vulnerável (classificação da IUCN)

Status no Brasil: Em Perigo (classificação do MMA)

Distribuição: Ocorre nos mares tropicais e subtropicais de todo mundo e também em águas temperadas

Habitat: Variável ao longo do ciclo de vida. Os filhotes e juvenis vivem em alto-mar; os adultos em áreas de alimentação situadas a profundidades entre 25 e 50m

Tamanho: Até 136 cm de comprimento curvilíneo de carapaça no Brasil

Peso: Média de 140 kg

Casco (carapaça): Carapaça óssea, com cinco pares de placas laterais (o que a diferencia das demais espécies), de coloração marrom-amarelado

Cabeça: Possui uma cabeça grande e uma mandíbula extremamente forte, com dois pares de placas pré-frontais e três pares de placas pós-orbitais

Nadadeiras: Anteriores/dianteiras curtas e grossas e com duas unhas; as posteriores/traseiras possuem duas a três unhas

Dieta: São carnívoras, alimentando-se de caranguejos, moluscos, mexilhões e outros invertebrados triturados com ajuda dos músculos poderosos da mandíbula.

Nº de ninhos no Brasil: Aproximadamente 8.200 por temporada.

Curiosidades: No Brasil, as áreas prioritárias de desova estão localizadas no Espírito Santo, Bahia, Sergipe e litoral norte do RJ.

Fonte: https://www.tamar.org.br/tartaruga.php?cod=18

Compartilhar nas redes sociais
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest