26 de junho de 2022

Macau Tec

Soluções Ambientais

03 de Setembro “Dia do Biólogo!”

Quem ele é, o que ele faz, onde ele atua, como ele atua.
Compartilhar nas redes sociais
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest

Biólogo – Aquele que estuda a vida em suas mais variadas formas

QUEM É O BIÓLOGO?

Biólogo é um profissional que tem conhecimento especializado na área da Biologia, entendendo os mecanismos subjacentes que regem o funcionamento de sistemas biológicos dentro de campos como a saúde, tecnologia e meio ambiente.

O QUE FAZ UM BIÓLOGO?

biólogo é o profissional responsável pelo estudo das mais variadas formas de vida existentes. Ele observa origens, desenvolvimentos, funcionamentos, reproduções e relacionamentos dos seres vivos com o meio ambiente em que vivem.

Ele pode ser um profissional técnico e pesquisador em instituições ligadas ao meio ambiente e em laboratórios. Pode atuar também como professor, consultor na área biológica ou administrador de parques, reservas e museus.

Como biólogo, é possível realizar o trabalho de catalogação de espécies, educação ambiental, técnicas de sustentabilidade e perícias ambientais. O profissional da área tem o conhecimento necessário para trabalhar e contribuir com políticas públicas no setor de meio ambiente. O trabalho do biólogo é bem amplo. Podemos resumir sua missão como o profissional que atua no estudo e desenvolvimento de projetos voltados para a preservação da natureza. Além disso, pode ajudar empresas a criarem políticas e metas ambientalmente sustentáveis, realizar pesquisas científicas em instituições públicas e privadas e trabalhar em laboratórios de análises clínicas.

CONFIRA ALGUMAS DAS MUITAS ESPECIALIZAÇÕES DA ÁREA:

Arborização Urbana: Aqui, o biólogo trabalha no órgão ambiental do município e assessora a prefeitura na escolha das espécies de vegetação mais adequadas a cada área, bem como nos cuidados para seu plantio e manutenção. É um trabalho muito interessante e que está em alta, já que as cidades estão cada vez mais preocupadas em melhorar o espaço público – e as árvores fazem toda a diferença na qualidade de vida da população.

Biologia Forense: Os biólogos forenses examinam o sangue e outros fluidos corporais, cabelos, ossos, insetos, plantas e animais para ajudar a identificar vítimas e culpados em investigações criminais. Também coletam e analisam evidências biológicas encontradas em roupas, armas e outras superfícies.

Bioinformática:  Gosta de computadores? Que tal se aventurar na Bioinformática? É o campo da Biologia que une a informática à coleta, interpretação e organização de dados obtidos em pesquisas, utilizada principalmente no campo de sequenciamento genético.

Biorremediação: Consiste no uso de microrganismos ou plantas para a limpeza ou descontaminação de áreas ambientais afetadas por poluentes diversos, como vazamentos de petróleo, por exemplo.

Biossegurança: O especialista na área é responsável por fazer estudos e supervisionar procedimentos que visam a evitar ou controlar os riscos à biodiversidade provocados pelo uso de agentes químicos, físicos e biológicos.

Controle de Vetores e Pragas: Tem função de controlar as pragas, evitando o uso abusivo de pesticidas. Para isso, incorpora ações preventivas e corretivas que impedem maiores danos ao ambiente.

Diagnóstico, Controle e Monitoramento Ambiental: Responsável pela coleta de dados, estudo e acompanhamento contínuo das variáveis ambientais para avaliar as condições dos recursos naturais em determinada região. O processo é usado, por exemplo, para minimizar o impacto ambiental de grandes plantações, indústrias e outras atividades humanas que possam afetar o equilíbrio da natureza.

Eco design: É uma área que tem ganhado muita importância recentemente. O especialista ajuda empresas a desenvolverem produtos que tenham menor impacto ambiental em todo o seu ciclo de vida. Um exemplo é a criação de embalagens biodegradáveis.

Gestão Ambiental: O gestor ambiental cuida da sustentabilidade de uma empresa, utilizando práticas e métodos administrativos que reduzam ao máximo o impacto ambiental de suas atividades. É muito importante não só do ponto de vista ambiental, mas também econômico, pois pode levar à redução de custos, evitar desperdícios e reutilizar materiais que antes eram descartados, além de melhorar a imagem da organização perante os consumidores.

Microbiologia Ambiental: O biólogo especializado na área se dedica a estudar a composição e fisiologia das comunidades microbianas no ambiente, seja no solo, água, ar ou em sedimentos.

Saneamento Ambiental: Supervisiona ações que visam à melhoria da qualidade de vida das populações pelo controle do meio físico. O planejamento de rede de esgotos e de coleta de lixo são alguns dos exemplos mais comuns.

Vigilância Ambiental: Tem como função detectar e prevenir mudanças no meio ambiente que possam interferir na saúde humana.

COMO ATUA UM BIÓLOGO?

Quem segue a licenciatura, pode trabalhar dando aulas de Biologia para os ensinos fundamental e médio. Já os biólogos que fizeram bacharelado, encontram trabalho em empresas preocupadas com os impactos de suas ações no meio ambiente. Áreas como Gestão de Resíduos, Biodegradação e Bioinformática são apontadas como promissoras para os próximos anos.

ONDE ATUA O BIÓLOGO?

O Conselho Federal de Biologia lista mais de 80 áreas de atuação possíveis e regulamentadas para o exercício da profissão. Elas estão dívidas em três grandes setores. São eles:

Meio Ambiente e Biodiversidade: arborização urbana, bioética, ecoturismo, educação ambiental, gestão ambiental, inventário e manejo, mudanças climáticas, licenciamento ambiental, saneamento ambiental.

Saúde: aconselhamento genético, análises clínicas, “análises, bioensaios e testes em animais”, controle de vetores e pragas, saúde pública/vigilância epidemiológica, treinamento e ensino na área de saúde.

Biotecnologia e Produção: biodegradação, bioinformática, Engenharia Genética/Bioengenharia, biossegurança, melhoramento genético, “Desenvolvimento e Produção de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs)”. 

Segundo o órgão, conforme haja a evolução da ciência e tecnologia e do mercado de trabalho, novas áreas poderão surgir para atuação dos biólogos.

Fonte: https://www.mundovestibular.com.br

 

Compartilhar nas redes sociais
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest