26 de junho de 2022

Macau Tec

Soluções Ambientais

Tityus stigmurus “Escorpião do Nordeste”

O escorpião-do-nordeste (Tityus stigmurus) é uma espécie de escorpião comum na Região Nordeste do Brasil ocorrendo em praticamente todos os estados nordestinos.
Compartilhar nas redes sociais
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest

“O Tityus Stigmurus (Escorpião Amarelo do Nordeste) e a principal espécie encontrada em Macau-RN e região entre as espécies causadoras acidentes, ritmo crescente ao longo dos anos, porem uma ameaça ainda maior tem se aproximado cada vez mais do perímetro urbano, trata-se de outra espécie de escorpião, com o mesmo gênero: o tityus Serrulatos (Escorpião Amarelo ou Lacrau) tem uma grande capacidade de adaptação e alta velocidade reprodutiva causando grandes infestações em curto período de tempo, sua toxina e a mais potente entre as espécies de escorpião encontrados em toda à América do sul”

O Tityus Stigmurus: Tem coloração de camuflagem amarelada, para se confundir com o solo arenoso das regiões áridas em que habita. É facilmente identificado por possuir um triangulo de coloração negra sobre o cefalotórax, acompanhado de uma faixa, de coloração também escura, ao longo do corpo.

Mede em torno dos 7 cm de comprimento e se alimenta principalmente de insetos, aranhas e outros escorpiões. Como a maioria dos escorpiões, tem hábitos noturnos, sua visão é péssima e ele se orienta por pelos sensoriais, espalhados por todo o corpo, que percebem vibrações tanto do solo quanto do ar.

Reproduzem-se quase que em sua totalidade por partenogênese, ou seja, não há a necessidade de um macho para acasalar. Apesar disso, existem machos e fêmeas, mas o aparecimento de machos é raro. As fêmeas dão à luz em média de 8 a 14 filhotes.

A espécie é adaptada à vida em ambiente urbano e pode coabitar com seres humanos atraída pela presença de insetos e pela facilidade de abrigo. Uma forma de evitar o aparecimento dessa espécie é manter os objetos de casa sempre em locais arejados e livres de umidade, além de eliminar os locais onde possa haver proliferação de baratas, que são o seu principal alimento das áreas urbanas.

A picada é dolorosa e necessita de cuidados médicos especialmente em crianças, idosos, pessoas com algum quadro de baixa imunidade ou fragilizadas por outras doenças.

Vivem em ambientes úmidos e quentes, como casas de barro e madeira acumulada.

Fonte:

https://pt.wikipedia.org/

Compartilhar nas redes sociais
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest